segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

Yo tengo tantos hermanos...

...pero los puedo contar!
Dos oito, porém, adianto que as meninas estão sempre mais disponíveis (qual a novidade, se são mulheres?) para os encontros familiares. Sorte delas - e do meu cunhado e de Guga -, que provaram um bom peru recheado, o clássico arroz com amêndoas, caponata e maionese (estas eram receitas da sogra, aprovadíssimas por todos). Ainda deu tempo de fazer um creme de cupuaçu para driblar o calor.
Como é bom compartilhar histórias com quem tem tanto em comum com a gente! Alegrias, algumas dores a cicatrizar, muitos sonhos e carinhas parecidas - as fotos não me deixam mentir. E já me enchem de saudade.

Liloca, Sayurica, Yumica, Mariezica e yo.


4 comentários:

  1. Nossa!! as suas irmãs são japonesas e voce é nordestina!! que interessante... beijosss cheios de carinho.

    ResponderExcluir
  2. Creme de cupuaçu... Agora você provocou minha lombriga de estimação! :o)

    ResponderExcluir
  3. Beijão procê e abração pro Guga, Sô!

    ResponderExcluir
  4. Crau, o mais interessante é que, sendo eu nordestina e elas japonesas, somos a cara umas das outras, desde a travessia do estreito de Bering! :)
    Marcelino, saudade! Quando você e a Cris vierem aqui, faço creme de cupuaçu procês!
    beijocas,

    ResponderExcluir

Cabeceira

  • "Arte moderna", de Giulio Carlo Argan
  • "Geografia da fome", de Josué de Castro
  • "A metamorfose", de Franz Kafka
  • "Cem anos de solidão", de Gabriel García Márquez
  • "Orfeu extático na metrópole", de Nicolau Sevcenko
  • "Fica comigo esta noite", de Inês Pedrosa
  • "Felicidade clandestina", de Clarice Lispector
  • "O estrangeiro", de Albert Camus
  • "Campo geral", de João Guimarães Rosa
  • "Por quem os sinos dobram", de Ernest Hemingway
  • "Sagarana", de João Guimarães Rosa
  • "A paixão segundo G.H.", de Clarice Lispector
  • "A outra volta do parafuso", de Henry James
  • "O processo", de Franz Kafka
  • "Esperando Godot", de Samuel Beckett
  • "A sagração da primavera", de Alejo Carpentier
  • "Amphytrion", de Ignácio Padilla

Arquivo do blog